Filme que ilustra os caóticos dias dos funcionários de um banco de investimentos no epicentro da crise de 2008. Baseado em fatos reais, o banco retratado em Margin Call foi o que deu início a derrocada do sistema financeiro americano.

O primeiro trabalho nas telonas do cineasta J.C. Chandor, acompanha os acontecimentos de um banco durante 12 horas, quando a crise de 2008 estourou no mundo. Tudo começa quando, no início das turbulências econômicas, um analista de operações tem acesso a informações confidenciais que podem falir a empresa onde trabalha, empurrando para o desastre a vida de todos os envolvidos. O filme foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original.

Sinopse:
Peter Sullivan (Zachary Quinto), Seth Bregman (Penn Badgley) e Will Emerson (Paul Bettany) trabalham no setor de riscos em uma corretora, que está realizando uma série de demissões. Cerca de 80% do setor em que trabalham foi demitido, entre eles o chefe do trio, Eric Dale (Stanley Tucci). Ao pegar o elevador Eric entrega a Peter um pen drive, que contém algo em que estava trabalhando no momento. O alerta para que tomasse cuidado com o conteúdo chama a atenção de Peter, que fica após o horário de trabalho para dar uma olhada no arquivo. Logo ele descobre que trata-se de uma análise da volatilidade da empresa, que indica que há duas semanas ela ultrapassou e muito o limite de risco o qual pode correr. Desta forma a empresa está prestes a falir, o que provoca uma reunião de emergência com diversos setores da empresa, entre eles seu dono, o acionista John Tuld (Jeremy Irons).

Anúncios