O mercado financeiro também é movimentado por grandes ideias. No filme O Aviador (baseado em fatos reais), Howard Hughes, interpretado por Leonardo Di Caprio, foi um dos mais excêntricos empresários que o mundo já viu. Entusiasta da indústria cinematográfica, Hughes criou, no começo do século XX, o filme mais caro que o mundo já havia visto, gastando milhões de dólares. O resultado: o conhecido Hells Angels (dirigido pelo excelente Martin Scorsese), que conta histórias sobre os pilotos da primeira guerra mundialO filme recebeu 11 indicações ao Oscar, levando seis para casa.

As ambições de Hughes, no entanto, não pararam somente no cinema. Produtor de cinema, diretor, engenheiro e aviador, após tornar-se órfão e herdar dos pais uma companhia de extração de petróleo, o americano não poupou dinheiro para realizar seus sonhos. O texano bilionário foi responsável por alavancar as tecnologias na aviação,  tomou conta da companhia área TWA, por onde conseguiu realizar projetos mirabolantes (incluindo alguns megalomaníacos com fins bélicos, para a Segunda Guerra Mundial).

O Aviador_destaqueEm O Aviador, a vida e as excentricidades de Howard Hughes ficam bem claras. É um filme bem produzido, muito bem dirigido e que mostra a importância de acreditar nos sonhos e persistir para alcançar as metas que forem traçadas. O Aviador também demonstra que tanto investidores quanto empreendedores podem atuar perfeitamente em várias áreas do mercado, ou seja, tudo é possível, desde que haja planejamento e persistência (e, como demonstra Hughes, novas ideias).

Recomendo! Bom filme e sucesso!

 
Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da TORO Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios