Investimento em segurança e com rentabilidade garantida. Há algumas décadas, a poupança era considerada um dos melhores investimentos quando os quesitos eram rendimento a longo prazo e liquidez garantida. Porém, atualmente dispomos de aplicações que apresentam um retorno mais interessante aos investidores e isso com a garantia de segurança provida pela próprio Estado. São os títulos públicos do Tesouro Direto.

No vídeo “Poupança X Tesouro Direto”, da série Minutos do Tesouro, realizado pela TORO Investimentos com o apoio do economista e professor da Carlos Decotelli (da Fundação Getúlio Vargas – FGV), vemos a comparação entre, a poupança – um dos investimentos mais tradicionais do país – e os títulos públicos do Tesouro Direto, um investimento em grande ascensão nos últimos anos.

minutos-do-tesouro-comparando-poupanca-e-titulos-publicos

Além de garantir liquidez diária e segurança, os títulos públicos superam a poupança por apresentarem uma rentabilidade duas vezes maior. Confira:

  • Rendimento da poupança: 0,5% ao mês + Taxa Referencial (TR). No entanto, esse rendimento apresenta um resultado inferior quando a taxa Selic estiver abaixo de 8,5%, quando  será equivalente à 70% da Selic. A poupança também não cobra Imposto de Renda sobre o rendimento.
  • Rendimento do Tesouro: os títulos públicos podem ser indexados à inflação + juros ou até mesmo a Selic, que hoje vale 14,25%. Mesmo descontando o Imposto de Renda, a aplicação no Tesouro Direto acaba rendendo o dobro ou até mais do que a poupança.

Confira mais informações sobre o Tesouro Direto nos próximos vídeos da série aqui no VMF.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da TORO Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios