A série de vídeos “Minutos do Tesouro Direto”, produzida pela TORO Investimentos, traz informações sobre o investimento que está batendo recordes em números de investidores, se mostrando muito mais rentável do que alguns outros investimentos tidos como tradicionais: os títulos públicos do Tesouro Direto.

No último vídeo, Carlos Decotelli, economista e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro, fala um pouco sobre os diferentes perfis de investidores.

Qual o seu perfil?

O perfil do investidor varia de acordo com o risco, por isso, quanto maior o risco, maior a expectativa de retorno. Com isso em mente, podemos estabelecer três tipos diferentes de títulos públicos:

  • Pré-fixados: os títulos pré-fixados são para os investidores que acreditam que os juros básicos chegaram ao topo e dificilmente irão render mais do que o momento da compra. Dessa forma, o rendimento será sempre mesmo a cada vencimento do título.
  • Pós-fixados: os investidores que escolhem títulos pós-fixados normalmente acreditam que a inflação deve subir e por isso, esperam uma remuneração maior do que a atual inflação daria.
  • Indexados à SELIC: os títulos indexados à taxa básica de juros (SELIC) são para investidores que acreditam que o combate à alta inflação será forte e a mesma não tem previsão de cair.

Os títulos públicos abordam diferentes estratégias de aplicação e também oferecem diferentes investimentos para etapas e estágios da vida específicas e por essa razão, tornaram-se populares no mundo dos investimentos.

Confira mais informações sobre o Tesouro Direto nos próximos vídeos da série aqui no VMF.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da TORO Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios