No programa chamado “Dinheiro e Sustentabilidade”, produzido pela IstoÉ Dinheiro, o jornalista Rodrigo Caetano traz a temática da sustentabilidade no mercado financeiro.

Para debater sobre esse assunto, Caetano recebeu a superintendente de sustentabilidade do Itaú Unibanco, Denise Hills, o diretor financeiro e de RI da Suzano Papel e Celulose, Marcelo Bacci, e o diretor executivo da WWF, Maurício Voividic.

Riscos ambientais e sociais alteram o mercado financeiro

Dinheiro e sustentabilidade… O que antes era tido como algo impraticável, hoje é uma realidade porque tanto empresários quanto investidores têm consciência que as mudanças ambientais e seus riscos alteram também as condições de equilibro do mercado. Com essa consciência adquirida, o mercado financeiro passou a incluir a sustentabilidade em suas estratégias de investimento, incluindo esse tema também em seus produtos (créditoinvestimentos e até mesmo seguros).

Segundo Denise Hills, atualmente os riscos ambientais e sociais foram incluídos nas métricas de risco a ponto de não se abordar questões relacionadas a crédito e investimento, sem considerar esses fatores.

Os estrategistas resumem que empresas que não investirem na sustentabilidade empresarialsocial e ambiental, não terão capital de giro e poderão acabar perdendo seu lugar no mercado.

É importante compreender que a sustentabilidade é um novo pilar para a longevidade e sucesso empresarial, assim como para o mercado de forma macro.

Assista ao vídeo e confira o que os executivos de diversas empresas comentam sobre esse tema e veja como implementar essa estratégia em seus empreendimentos.

Bons negócios!

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios