A  Economia, assim como a História, é feita de ciclos. Neste vídeo do Econoweek, os economistas César Esperandio e Étore Sanchez utilizam o funcionamento do crédito para explicar como funcionam os ciclos econômicos (e por consequência, a própria Economia).

Um pouco de educação financeira 

O crédito é um consumo do futuro antecipado para o presente ou também, um dinheiro que é emprestado para possibilitar um aumento do consumo momentâneo e imediato. É a solução para suprir o desejo de comprar.

De acordo com os dois economistas, a lógica é simples: em um cenário positivo, gera-se uma certa euforia na população, que por sua vez, cria novas necessidades de consumo. Com isso, aumenta-se a disponibilidade de crédito e o consumo tende a se elevar mais do que é esperado pelos empresários e isso faz os preços dos bens e serviços subirem. É a lei da oferta e da demanda.

Por exemplo, se o Banco Central (BC) aumenta os juros, o crédito fica mais caro, diminui o consumo e, por consequência, os preços.

De forma geral e simplificada, isso é um exemplo de como os ciclos de uma economia funcionam. Por essa razão, entender os ciclos econômicos também pode fazer diferença para decidir os melhores caminhos para seus investimentos.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios