Selic é a taxa básica de juros da economia. Definida pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), esse índice tem como objetivo principal o controle da inflação. Atualmente, a taxa é de 6,5% ao ano, valor mantido pela terceira vez consecutiva na última reunião do Copom, que aconteceu na primeira semana de agosto.

Mas você sabe exatamente o que essa taxa representa? Esse vídeo do Nexo Jornal busca explicar de forma simples, o funcionamento desse indicador, que está presente em vários aspectos do dia a dia do brasileiro.

O nome “Selic” significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia, e refere-se aos títulos públicos oferecidos como garantia de empréstimos efetuados entre bancos. A taxa Selic é a taxa de juros cobrada nesses empréstimos e também a taxa paga por esses títulos.

Por ser aplicada sobre um empréstimo de curta duração — que acontece entre os bancos de um dia para o outro  — e de baixo risco de inadimplência, a taxa Selic se configura como a taxa básica de juros. A partir dela variam os juros de outras operações de maior risco, como de financiamentos, empréstimos pessoais e do cheque especial.

Para definir o valor da taxa — ou induzi-lo, visto que é definida de fato apenas uma meta —, o Banco Central compra ou vende títulos públicos para influenciar o mercado, seguindo a lei da oferta e da procura.

Assista ao vídeo e entenda mais sobre esse indicador tão importante e influente na economia brasileira.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Anúncios